Deputados Instam Governo A Pagar Dívidas De Horas Extraordinárias A Professores

Os deputados membros da Comissão dos Assuntos Sociais, Género, Tecnologias e Comunicação Social instaram ao governo da província de Maputo a encetar esforços com vista à liquidação, ainda no presente ano de 2017, das dívidas referentes aos salários, horas extraordinárias e segunda turma aos professores afectos em diversas escolas desta província.

Este apelo foi feito, esta terça-feira, 05.13.17, durante o encontro de balanço do trabalho de fiscalização da implementação e cumprimento do Plano Económico e Social referente ao 2017, que aqueles deputados efectuaram, em grupos, aos distritos de Namaacha, Moamba e Magude, tendo salientado que a liquidação destas dívidas vai estimular a melhoria, em qualidade, do trabalho dos professores para além de que é um direito que lhes assiste.

De acordo com a Presidente da Comissão dos Assuntos Sociais, Género, Tecnologias e Comunicação social, Antónia Charre, o governo provincial deverá desenvolver mecanismos para que a dívida com os professores não transite para o próximo ano, “o que poderá ajudar os professores a organizarem a sua vida e passar a quadra festiva condignamente”.

“Pelo que constatamos no terreno nós, como comissão, entendemos que o governo da província está a desenvolver um bom trabalho nas áreas sociais, contudo falta ainda sanar este problema que afecta os professores e alfabetizadores, uma vez que estes é que contribuem para a formação da pessoa humana”, disse a Presidente para quem há uma necessidade de valorização do seu esforço e profissionalismo.

Dados apresentados pelo Governo provincial indicam que estão ainda em dívida as horas extraordinárias e segunda turma referentes ao período de Agosto a Dezembro de 2016 facto que se deveu à interrupção verificada no sistema de processamento de horas extraordinárias.

“Assim, a dívida de horas extras e segunda turma referentes aos ano de 2016 é de 34.238.005,64 meticais enquanto de salários é de 6.746.380,00 MT”, disse por sua vez, Olga Manjate, Directora Provincial de Trabalho, Emprego e Segurança Social, que falava em representação da Secretária Permanente, tendo explicado ainda que em relação ao presente exercício económico, o processo de pagamento de horas extras e segunda turma teve o seu inicio no mês de Maio, contudo “a divida actual sobre horas extras e segunda turma, em 2017, é de 601.391,59 Mt enquanto a de salários é de 3.236.750,63 meticais”.

Manjate explicou ainda que foram feitas programações financeiras e aguardam a libertação de fundos para efeitos a sua liquidação, para além de que estão inda em divida o pagamento de subsídios de alfabetização no valor de 763.750 meticais.

Outras áreas que interessaram aos deputados durante o trabalho de fiscalização têm a ver com os centros de acolhimento de idosos e crianças desfavorecidas tendo solicitado ao governo a maior sensibilidade para apoiar materialmente esses centros com vista a conferir uma maior comodidade aos beneficiários.

A título de exemplo a Presidente da Comissão referir-se ao Centro de Trânsito de Magwaza, no Distrito de Moamba, da necessidade de o Governo provincial arranjar formas de maior ocupação dos jovens e adolescentes que são acolhidas para que se evite a ociosidade que as caracteriza neste momento.

“O centro tem óptimas condições, é limpo e acolhedor, contudo, peca por não ter actividades que possam ocupar os jovens, o que leva com que eles continuem no ócio”, disse a Presidente da 3ª Comissão saudando, em seguida, ao Governo provincial pelos sucessos alcançados nos casos de prevenção de malária que contribuiu para sua redução em 10 por cento dos cerca de 77 mil casos notificados no ano de 2016, para cerca de 69 mil casos no ano em curso.

Na área de combate a desnutrição crónica, a Comissão dos Assuntos Sociais, Género, Tecnologia e Comunicação Social apreciou com agrado, o exemplo da Escola Primária Completa de Avante, em Moamba, “que com ajuda da Associação do Desenvolvimento do Povo para Povo (ADPP), apresentou um nível de produção e produtividade agrícola satisfatório que deverá ser replicada por diversas escolas da província o que pode ajudar na segurança alimentar dos próprios alunos”.

“No cômputo geral constatamos com satisfação que há muitas realizações positivas na província, pelo que o nosso balanço de trabalho aqui na província de Maputo é positivo”, considerou a Presidente Charre.

SECRETARIADO GERAL


Estrutura Orgânica 
Conselho Consultivo

 

GRUPOS PARLAMENTARES


FRELIMO 
RENAMO
MDM

CÍRCULOS ELEITORAIS


Maputo Província
Maputo Cidade
Gaza
Inhambane
Manica
Sofala
Tete
Zambézia
Nampula
Niassa
Cabo Delgado
 

 

instagram takipci satin al
rize escort nevsehir escort
free porn videos
sikis
princessbet
porno rokettube
guvenilir bahis siteleri steroid satin al
antalya temizlik firmalari
antalya escort
atakoy escort
evden eve nakliyat