Mais De 140.000 Pacientes Beneficiam De Tarv Em Gaza

Mais de 143.000 pacientes beneficiaram de Tratamento Anti-Retroviral (TARV) na Província de Gaza nos primeiros seis meses do presente ano de 2017, dos quais 11.160 crianças e 132.736 adultos. Presentemente, aquela parcela do território nacional conta com um total 135 unidades sanitárias que oferecem aqueles serviços.

Estes e outros dados foram revelados esta segunda-feira última, 03 de Julho corrente, pelas autoridades governamentais da província de Gaza durante um encontro mantido com um grupo da Comissão dos Assuntos Sociais, do Género, Tecnologias e Comunicação Social (CASGTCS) que está naquela parcela do país para fiscalizar o cumprimento do Plano Económico e Social (PES) de 2017.

Segundo o informe apresentado ao grupo de deputados da Assembleia da República pelo Director Provincial da Ciência e Tecnologia, Ensino Superior e Técnico Profissional de Gaza, Esseu da Natividade Muianga, durante o primeiro semestre do corrente ano, os serviços do TARV foram expandidos para seis unidades sanitárias, designadamente Macunene e Massavasse (Chokwè), Matsambo (Mabalane), Ndolene e Banguene (Mandlakazi) e Chicavane (Chongoene).

Ainda no período em análise, Muianga revelou que 3.956 mulheres beneficiaram de prevenção da transmissão vertical do HIV e SIDA, numa altura em que a situação epidemiológica da província de Gaza foi caracterizada pelo aumento de casos de malária, tendo passado de 201.654 para 328.910, diminuição de casos de diarreia de 30.749 para 24.783.

O Director Provincial da Ciência e Tecnologia, Ensino Superior e Técnico Profissional de Gaza disse, igualmente, que no primeiro semestre de 2017 registou-se o aumento dos casos de malária e diarreias nos distritos de Bilene e Chokwè sem causar óbitos, numa altura em que as doenças mais frequentes das pediatrias são a malária, as diarreias e as infecções respiratórias, com o HIV e SIDA como principal causa de internamento hospitalar, seguido da tuberculose.

Para fazer face ao recrudescimento dos casos de malária, as autoridades governamentais de Gaza distribuíram um total de 25.276 redes mosquiteiras impregnadas com insecticida de longa duração e administrada a segunda dose de tratamento intermitente de malária a 17.465 mulheres grávidas, correspondendo a uma cifra de 68,5 pontos percentuais.

A capacitação de técnicos de saúde no diagnóstico da tuberculose, a formação de técnicos de saúde em fixação de lâminas para as unidades sanitárias desprovidas de laboratórios e a alocação de motorizadas aos supervisores distritais e pontos focais são outras acções levadas a cabo pelo governo de Gaza, numa altura em que a província conta com um total de 142 hospitais assistidos por 90 médicos de diversas especialidades.

Pronunciando-se em torno deste informe, a Vice-Presidente da CSAGTCS e chefe do grupo que fiscaliza a actividade governativa nas áreas de competência regimental nas províncias de Gaza e Inhambane, Lucinda Bela das Dores Impetule Malema, saudou os esforços das autoridades governativas no melhoramento das condições de vida da população.

Segundo a deputada, o informe apresentado mostra que o Governo de Gaza está, cada vez mais, empenhado na satisfação das necessidades primárias da população, facto demonstrado pela implementação das acções programadas e realizadas no primeiro semestre deste ano nos Sectores da Educação e Desenvolvimento Humano, Saúde, Trabalho, Emprego e Segurança Social, Juventude e Desporto, Género, Criança e Acção Social, Cultura, Ciência, Tecnologia, Ensinos Superior e Técnico Profissional, Combatentes, Habitação, Água e Saneamento, Comunicação Social, Justiça e Assuntos Religiosos.
O grupo de trabalho da CASGTCS que escala a zona sul integra os deputados Joaquim Greva, Eva José Mangaza, Ramulata Mahamudo Irache Valeria José Mitelela e Isac Lucas Mandava, bem como Agripino Mavota, assistente daquela Comissão de Especialidade da AR.

Com o apoio do Contrato de Subvenção rubricado entre a AR e a União Europeia (UE), este grupo de trabalho vai visitar, durante duas semanas, os distritos de Mandlakazi, Guijá e Bilene, na província de Gaza, e de Jangamo, Homoíne e Massinga, na província de Inhambane, para além das cidades capitais.

SECRETARIADO GERAL


Estrutura Orgânica 
Conselho Consultivo

 

GRUPOS PARLAMENTARES


FRELIMO 
RENAMO
MDM

CÍRCULOS ELEITORAIS


Maputo Província
Maputo Cidade
Gaza
Inhambane
Manica
Sofala
Tete
Zambézia
Nampula
Niassa
Cabo Delgado