PAR Enaltece Desemenho Do Governo Da Manhica

A Presidente da Assembleia da República (PAR) e cabeça de lista do grupo parlamentar da FRELIMO pelo Circulo Eleitoral de Maputo, Verónica Nataniel Macamo Dlhovo, enalteceu o trabalho que as autoridades governamentais e municipais da Manhiça têm vindo a realizar, no âmbito do cumprimento do manifesto eleitoral e do actual Programa Quinquenal do Governo.

Falando terça-feira última, dia 29, na sede do Conselho Municipal da Manhiça, na província de Maputo, a PAR saudou o relacionamento saudável das autoridades locais em prol do desenvolvimento daquela parcela do País.

O informe das autoridades locais apresentados à delegação da Presidente do Parlamento moçambicano refere que a produção global valorada do Distrito da Manhiça atingiu três mil milhões quinhentos e setenta e oito milhões, seiscentos e setenta mil e dezanove meticais, o correspondente a 60% do plano anual de 2017, contra dois mil milhões, setecentos e vinte e dois milhos setecentos e setenta e um mil e noventa e cinco meticais (+31%) de igual período de 2016.

O documento acrescenta que, a nível territorial, foi alcançada uma execução de 58,20% contra 61,46% de igual período de 2016 e um crescimento de 9.21% em relação a execução do plano anual.

Quanto ao Fundo de Desenvolvimento Distrital (FDD), vulgo 7 milhões, o informe esclarece que foram reembolsados oitocentos e sessenta e seis mil, duzentos e oitenta meticais (38% do plano) contra oitocentos e vinte mil, duzentos e vinte meticais de igual período de 2016 (+6%).

O relatório das autoridades governamentais informa que o Posto Administrativo de 3 de Fevereiro contribuiu com 31% da produção global e foram capacitados 20 líderes comunitários, 4 Técnicos dos Postos Administrativos e 26 beneficiários em matéria de gestão de negócios e FDD.

No diz respeito ao desenvolvimento do capital humano e social, o informe destaca o crescimento do efectivo escolar de 62.557 alunos para 65.105 (+4%), dos quais 31.601 são raparigas (48.5%), sendo este universo de alunos dividido em 1.383 turmas e assistido por 1.569 docentes.

O documento destaca, igualmente, a elevação de 2 escolas a categoria de Escola Primaria do 1 Grau nos Postos Administrativos de Calanga e 3 de Fevereiro; a transição de uma sala anexa para escola independente (Escola Primária de Maguenhe, no Posto Administrativo de Maluana); e introdução do 2º ciclo em duas escolas (Nwamatibjana no Posto Administrativo de 3 de Fevereiro e Santa Rita em Xinavane); bem como a introdução do curso Nocturno no 1º ciclo, na ESG Nwamatibjana.

Ainda nesta área, o informe refere-se a elevação de 2 escolas primárias para o segundo grau, 2 escolas secundárias para o 2° Ciclo; o crescimento de efectivos escolares, a melhoria do estado nutricional da população e a intensificação das acções de assistência aos grupos vulneráveis; a alocação de 150 carteiras nas EPC-7 de Abril, (área municipal) e EPC-Serra (Maluana), contra 600 carteiras de igual período de 2016, totalizando 7078, distribuição de 126,704 livros escolares (104.95% do plano), contra 117,689 de 2016 (+7.66%); a realização de 2 acções de supervisão (50%) contra igual número de 2016; e 176 turmas funcionam ao ar livre afectando pouco mais de 3,950 alunos, contra 167 de 2016.

Relativamente as actividades de Saúde Materno Infantil, foram realizadas 5.877 consultas pré-natais (+4%), 6.869 planeamento familiar e partos institucionais (+1%) e 5.147 de consultas pós-parto (+7%) como resultado das palestras rotineiras feitas nas unidades sanitárias, numa altura em que os casos de diarreias e malárias atingiram a cifra de 2.589 e 24.651 contra 6.725 (-61.5%) e 19.225 (-22%) casos de 2016, sem óbitos, contra 14 óbitos de malária em igual período de 2016; alem de serem notificados 14 casos de sarampo e 12 de cólera no Posto Administrativo da Ilha Josina Machel.

Já na componente da Consolidação do Estado de Direito Democrático, Boa Governação e Descentralização, o relatório evidencia a realização de visitas de governação aberta e inclusiva aos órgãos locais de base e intensificação de acções tendentes a manutenção da ordem e tranquilidade pública.

“Na promoção do emprego e melhoria da produtividade da competitividade, foram criados mais empregos para cidadãos moçambicanos nas carreiras de docentes e nos estabelecimentos comerciais recém-abertos”, lê-se no informe, que no capítulo da consolidação da Unidade Nacional, da Paz e da Soberania revela ser sido recenseados 2,797 mancebos (130.09% do plano) contra 2,510 igual período de 2016 (+38%).

Ainda no mesmo capítulo, o documento informa que foram abrangidos 60 jovens pelas provas de classificação e selecção para o Serviço Militar contra 90 de igual período de 2016 (-33.3%); participaram de mais de 2000 jovens, dos quais 15 artistas nas comemorações do 18 de Maio, Dia da Vila da Manhiça e 40 atletas no Festival Provincial de Jogos Desportivos Escolares, onde foram seleccionados 7 atletas em andebol e 01 em atletismo para a fase Nacional.

O relatório apresentado num o comício popular que marcou o fim da visita de trabalho de dois dias aquele ponto do Pais a delegação parlamentar encabeçada pela PAR faz uma radiografias das principais realizações do Governo Distrital, no âmbito da implementação do PES 2017, nas principais prioridades do PQG 2015-2019.

Durante os dois dias de trabalho, a PAR e sua comitiva interagiram com as organizações sociais do Partido FRELIMO e visitaram empreendimentos agro-pecuários e o pequeno sistema de abastecimento de água potável da vila sede da Manhiça, reabilitado recentemente com fundos da Cooperação Espanhola.

SECRETARIADO GERAL


Estrutura Orgânica 
Conselho Consultivo

 

GRUPOS PARLAMENTARES


FRELIMO 
RENAMO
MDM

CÍRCULOS ELEITORAIS


Maputo Província
Maputo Cidade
Gaza
Inhambane
Manica
Sofala
Tete
Zambézia
Nampula
Niassa
Cabo Delgado
 

 

instagram takipci satin al
rize escort nevsehir escort
free porn videos
league of legends rp sikis hikaye