PAR na Recepção do Equipamento Informático

PAR na Recepção do Equipamento Informático

A Presidente da Assembleia da República (PAR), Verónica Nataniel Macamo Dlhovo, afirmou que a República Popular da China irá continuar a ocupar um lugar privilegiado nas relações de amizade e cooperação existente nos dois povos e países, incluindo a área parlamentar.

Falando, esta quarta-feira (26), em Maputo, durante a cerimónia de recepção do equipamento informático oferecido por aquele país asiático, a PAR sublinhou que “o acto que acabamos de testemunhar configura mais um marco indelével nas tradicionais e históricas relações de amizade, solidariedade e cooperação existentes entre as Repúblicas de Moçambique e Popular da China”.

Segundo a PAR, a República Popular da China tem estado ao lado do povo moçambicano desde os primórdios da luta armada de libertação nacional, através do apoio multiforme que concedeu aos moçambicanos para que estes alcançassem com êxito o desiderato da independência nacional.

“Após a nossa independência, a China tem estado envolvida nos esforços de combate à pobreza e de desenvolvimento levados a cabo no nosso país, através de investimentos em sectores importantes da economia, tais como na agricultura, infra-estruturas, energia, saúde e educação”, frisou a PAR.

A PAR disse, ainda, que a cooperação entre os dois países tem sido profícua e tem estado a consolidar-se cada vez mais, sendo de destacar a visita realizada à República Popular da China, em 2016, pelo Presidente da Republica, Filipe Jacinto Nyusi, “durante a qual foi assinado o Acordo de Parceria Estratégica, um marco importante no relacionamento entre os nossos dois países e povos”.

Na área parlamentar, a PAR disse que as relações de amizade e cooperação têm estado a registar, igualmente, assinaláveis progressos, sublinhando que a República Popular da China, por intermédio das suas instituições parlamentares, tem disponibilizado apoio consistente e multiforme que tem contribuído, em grande medida, para a melhoria das condições de trabalho do parlamento moçambicano.

Para além da troca de experiências e concertação de posições nos fora internacionais, a PAR enumerou o apoio daquele país asiático na construção do bloco 2 do Palácio da Assembleia da República, onde actualmente funcionam as bancadas parlamentares, as Comissões de Trabalho e a Direcção do Secretariado-Geral; a troca de delegações aos mais variados níveis, visando a troca de experiências e de boas práticas entre os parlamentares dos dois países; a capacitação, na China, dos funcionários parlamentares, através de acções de formação nas áreas de informática, diplomacia parlamentar e relações internacionais; e a oferta de material informático diverso.

“Ė, pois, reconhecendo o incomensurável apoio que a China tem vindo a prestar para o desenvolvimento institucional do parlamento moçambicano que, uma vez mais, endereçamos os nossos sentimentos de profunda gratidão e de apreço pelo apoio que tem prestado a esta magna casa do povo moçambicano”, concluiu a PAR.

Por seu turno, o Embaixador da República Popular da China em Moçambique, Su Jian, disse que o equipamento informático oferecido a Assembleia da Republica reflecte o actual estágio das relações de amizade e cooperação existentes entre as instituições parlamentares dos dois países.

O diplomata sublinhou que o material informático, constituído por 50 laptops e igual número de computadores de mesa, avariado em um milhão de yuan chinês, resulta dos entendimentos alcançados aquando da visita oficial que a PAR efectuou, em Fevereiro último, à Republica Popular da China.

Durante a sua visita oficial àquele país asiático, a PAR e o seu homólogo chinês, Zhang Dejiang, assinaram um Memorando de Entendimento visando o reforço das relações de amizade e cooperação entre as duas instituições parlamentares.

SECRETARIADO GERAL


Estrutura Orgânica 
Conselho Consultivo

 

GRUPOS PARLAMENTARES


FRELIMO 
RENAMO
MDM

CÍRCULOS ELEITORAIS


Maputo Província
Maputo Cidade
Gaza
Inhambane
Manica
Sofala
Tete
Zambézia
Nampula
Niassa
Cabo Delgado