Um grupo de Deputados da Assembleia da República apelou aos jovens moçambicanos para se distanciar de todas as acções que tem em vista desestabilizar o país e se juntar à agenda nacional de desenvolvimento.

O apelo foi feito, segunda-feira última (30), na capital provincial de Inhambane, pelo Deputado Alberto Niquice, após um encontro de trabalho que parlamentares do Gabinete da Juventude Parlamentar (GJP) manteve com as Direcções do Conselho de Executivo Provincial para as áreas da Juventude, Emprego e Desportos, da Saúde e da Educação, e com outras entidades que lidam com os assuntos da juventude naquela parcela do território nacional.

Falando durante uma Conferência de Imprensa, Niquice explicou que há uma necessidade de o país usar a experiência da província de Inhambane, em matérias de exploração de recursos naturais, pois aquela parcela vem explorando o gás natural há muitos anos e nunca registou nenhuma destabilização.   

Questionado sobre o ponto de situação da política de emprego para os jovens, o Deputado respondeu que “as questões de emprego e de habitação são grandes problemas apoquentam os nossos jovens, pelo que percebemos nos informes que nos foram apresentados que há um trabalho que está sendo feito”.

Niquice acrescentou que os informes mostraram que há um crescimento de oportunidade de emprego, embora haja desafios impostos pela pandemia da Covid-19, que contribuíram para que algumas actividades que tinham sido planificados para esta componente não fossem levados a cabo.

Falando sobre os suicídios que apoquentam a juventude daquele ponto do país, o parlamentar afirmou que “há uma necessidade de se fazer um trabalho junto às autoridades locais e às famílias, na perspectiva de se abandonar este tipo de prática, pois não se deve recorrer a morte para solucionar qualquer que seja o diferendo.

“Isto é muito preocupante quando afecta jovens que nós esperamos que sejam a força motriz para poder desenvolver o país”, frisou Niquice, acrescentando que o grupo dos deputados do GJP visita a província de Inhambane para compreender o nível de cumprimento da Política Nacional da Juventude.

“Como é sabido este é um instrumento que traz consigo, anseios, desafios e perspectivas da juventude moçambicana”, explicou Niquice, sublinhando que o GJP interagiu com o governo local, bem como com as associações juvenis e com outras entidades que lidam com juventude, com vista a perceber o ponto de situação.

GJP oferece mascaras de protecção a jovens reclusos na Zambézia

Uma outra delegação de deputados membros do GJP, que trabalha na província da Zambézia, ofereceu, esta segunda-feira, um quite de 500 máscaras de pano aos jovens reclusos na penitenciária provincial, como forma de contribuir para a prevenção e combate da propagação da pandemia da Covid-19.

A Província da Zambézia conta, actualmente, com 1.998 reclusos, dos quais 1.572 são jovens, havendo 66 mulheres com idades compreendidas entre 16 e 35 anos da idade.

O 1º Vice-Presidente do GJP, Nunes Antege, disse que a oferta daquele material é a forma que os parlamentares encontraram para contribuir na prevenção da pandemia para que jovens em situação de reclusão não sejam contaminados.

Na interacção com os reclusos, os deputados membros do GJP sensibilizaram os jovens para refletirem melhor sobre o seu comportamento e atitudes que os levaram à privação da liberdade e que tudo devem fazer para que depois de cumprimento das penas encontrarem caminhos para a melhor inserção na sociedade.

“O homem foi feito para ser livre e cumprir com as nomas da sua sociedade convivendo de uma forma harmoniosa com os demais membros da sociedade”, disse o Deputado Antage, sublinhando que “se estão esta condição é que alguma coisa não correu bem no cumprimento das normas. Então precisam repensar sobre o vosso comportamento”.

Antage salientou que os jovens devem, enquanto estiverem na prisão, desenvolver habilidades nas diversas tarefas que executam para quando saírem não voltar a entrar no mundo do crime. 

Os deputados lamentaram o facto de maior parte da população reclusória naquela província ser constituída por jovens e adolescentes. Dados apresentados pela Direcção da Penitenciária Provincial da Zambézia indicam que 290 reclusos internos tem uma faixa etária de 16 a 18 anos, 567 na idade dos 19 aos 21 anos e 715 dos 22 a 35 anos, uma situação que os deputados caracterizaram de “preocupante”.

O grupo de deputados da GJP foi recebido sucessivamente pela Secretária do Estado, Judith Mussacula e pelo Governador da Província Pio Matos em encontro para a apresentação dos objectivos da sua visita a Zambézia.

A comitiva parlamentar manteve, igualmente, encontros de trabalhos com as Direcções do Conselho Executivo Provincial para aas áreas da Juventude, Emprego e Desporto, Saúde e Educação, bem como dos Assuntos Sociais, incluindo o Conselho Provincial da Juventude.

Na terça-feira, dia 31, o grupo de deputados escalou o Distrito de Gilé para trabalhar com os Serviços Distritais de Educação, Juventude, Tecnologia, Saúde, Mulher e Acção Social, bem como Conselho Distrital da Juventude, para além de visitar algumas iniciativas dos jovens financiados pelos fundos do Estado.

SECRETARIADO GERAL
____________________________
CONHEÇA...
_______________________
COMISSÕES DE TRABALHO
____________________________
CÍRCULOS ELEITORAIS
_________________________
 
________________
Estrutura Orgânica Parlamentos do Mundo 1ª Comissão - CAC,DHL Maputo Província
Conselho Consultivo Outras Ligações 2ª Comissão - CPO Maputo Cidade
UEEFO   3ª Comissão - CAS,GTC Gaza
    4ª Comissão - CAPPL Inhambane
____________________________   5ª Comissão - CA,EA Manica
BANCADAS PARLAMENTARES   6ª Comissão - CD;SOP Sofala
FRELIMO   7ª Comissão - CRI,CC Tete
RENAMO   8ª Comissão - CP,QR Zambézia
MDM   9ª Comissão - CEP Nampula
      Niassa
      Cabo Delgado